Fábrica de Heróis
Crie seu personagem

quinta-feira, 26 de julho de 2012

A Lenda do Cavaleiro das Trevas



Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge, infelizmente, o último longa do Homem-Morcego pelo Christopher Nolan...
O filme já estreou lá fora, mas como aqui ainda não, nada melhor do que relembrarmos os acontecimentos dos outros filmes, mas não somente dessa trilogia que acaba de chegar ao fim.





Era Tim Burton

- Batman
Em 1989 estreava nos cinemas "Batman", com Michael Keaton e Jack Nicholson nos papéis principais.
O longa, sob o comando de Tim Burton, mostrava um herói de um jeito muito mais sombrio e solitário (algo que não era visto antes, com a exceção das HQ's), bem diferente daquela série feita pelo Adam West.

Dos personagens e das atuações, sem dúvida alguma, quem rouba a cena é o Coringa de Nicholson, que consegue mostrar alguém realmente doentio.
Infelizmente, no decorrer dos anos, principalmente de 2008 para , ele foi meio que caindo no esquecimento... uma pena.

Você já dançou com o demônio à luz do luar?

O filme, por ser muito bom, "relançou" o gênero Super-Herói nos cinemas com uma visão melhor vista (a franquia Superman, com os quatro longas estrelados pelo Christopher Reeve que já haviam sido lançados, terminou de forma ruim, pois os dois últimos filmes foram um fracasso).

Além de aumentar a moral do gênero, Batman foi um enorme sucesso. Conquistou vários prêmios, incluindo um Oscar (de melhor direção de arte) e um Globo de Ouro (para Jack Nicholson).

Algo que merece bastante ser mencionada é a trilha sonora, composta pelo grande Danny Elfman (que trabalhou várias vezes com Burton, antes e depois deste filme).
Creio que a maioria das pessoas, incluindo as que sabem só o básico do básico sobre (os filmes do) Batman, em relação à música, a primeira que vem à cabeça é a da série do Adam West (essa é insuperável rs).
Mas na minha opinião, as composições de Danny Elfman são muito mais marcantes, até mais que as do Hans Zimmer...

Nem precisa comentar nada aos 2:30...



- Batman Returns
Três anos após o primeiro filme, a Warner lançou a continuação.
Novamente, o diretor era Tim Burton.
Keaton também retornou.

Desta vez, o filme conseguiu ter um tom mais dark que o do primeiro, até sendo um pouco sinistro.
Algo que é extremamente positivo, já que, para o Batman, quanto mais sombrio, melhor (pelo menos na teoria).
O que reforçou esse clima foram, mais uma vez, as excelentes composições feitas pelo Danny Elfman.

Meow

Desta vez haviam dois vilões: Pinguim e Mulher-Gato, que foram bem interpretados pelo Danny DeVito e Michelle Pfeiffer.
Ambos atores ficaram no mesmo nível que o Coringa anteriormente (a maneira em como o desenvolvimento dos personagens ocorreu foi muito bem feita), e também roubaram a cena, pois se tornaram muito mais interessantes que o próprio Batman.
Tanto que, para mim, as primeiras coisas que me vêm à cabeça quando lembro de Batman: O Retorno são a Mulher-Gato e Pinguim.

Burton fez um bom trabalho.



Era Joel Schumacher


- Batman Forever
Novo diretor (porém, com o Tim Burton na produção), novo elenco (tirando Michael Gough, que continuou como Alfred) e um novo estilo.
Muitos (ou será que todos?) gostariam que este filme nunca existisse...

Desta vez, Batman enfrentou o Charada e Duas-Caras e também dreg queens, porém contava com a ajuda do Robin.


Eu sou o Batman!

Mas nem tudo no filme foi um desastre... mentira, foi sim.
Somente a Warner $aiu ganhando, eu foi isso que garantiu mais uma sequência, para enterrar de vez (na verdade, quase) não só a franquia Batman, mas sim os filmes do gênero.


- Batman & Robin
Mais uma pérola feita pelo Joel Schumacher.
Só que desta vez o diretor se superou, conseguindo fazer um filme ainda pior que o anterior.
Foi um filme muito mais "mamilos"...

Batcartão de crédito ¬¬

Assistindo ao filme, não se sabe se é para rir ou chorar.
Eu o encaro como uma comédia, mas para os fãs mesmo, é algo de extremo mau gosto.
O próprio Schumacher pediu desculpas, porém, creio que ninguém o desculpou...

No final das contas tivemos sorte, já que SERIA feito "Batman Triumphant", também pelo Schumacher!
Ainda bem que fomos salvos...




Era Nolan

- Batman Begins
Depois de anos, Batman, no fundo do poço, retorna de uma forma brilhante pelas mãos de Christopher Nolan.
Agora, com sua história de origem contada de maneira diferente, em um universo mais puxado ao "realismo", Batman Begins mudou o rumo dos filmes que vieram depois e os que, com certeza, ainda virão.

Se você se tornar mais que um homem, se você se devotar à um ideal, você se tornará algo inteiramente diferente... Uma lenda...

Agora havia uma história mais pé no chão, mesmo com o fato de o protagonista se vestir como morcego e tudo mais.
Pela primeira vez, tínhamos um Bruce mais humano.
Se analisarmos, é muito mais interessante quando mostram mais sobre a pessoa que está atrás do uniforme de herói, do que a própria imagem do herói em si.
Só que neste caso, o verdadeiro Bruce é o Batman, o que torna tudo ainda muito mais interessante.

Essa foi um dos melhores acertos nas visões do diretor e dos roteiristas.



- The Dark Knight
Para muitos, o melhor filme adaptado dos quadrinhos já feito, e para a imensa maioria, o melhor filme do Batman.

Por que está tão sério?

Isso porque o diretor conseguiu fazer um excelente filme, com um excelente ritmo, excelentes atuações e um clima tenso. Um espetáculo.
Esse é um dos filmes em que me orgulho de ter ido assisti-lo no cinema, e que depois me senti com a obrigação de ver os outros que viriam do Nolan.

Você morre herói, ou vive o bastante para se tornar vilão

Assim como em Batman Returns, os vilões que roubam a cena.
Heath Ledger, em qualquer momento que aparece, se torna o personagem principal e Batman um mero coadjuvante.
O Coringa dele foi o melhor e o maior acerto.




E para já entrar em um clima de encerramento, está aí o grand finale:



- The Dark Knight Rises








A lenda termina amanhã.

7 comentários :

Edu Reis disse...

Ótimo post! Vou assistir no Sábado.

LPS disse...

@Edu Reis, obrigado!

Bryan Matias Alves disse...

Esse Batman vai ser foda pra caralho vou ir la ver hoje na estreia

imagemturbo.com disse...

Sem sombra de dúvidas os filmes do Michael Keaton moldaram o Batman, tanto que até hoje os novos filmes são baseados no personagem dele.

Anônimo disse...

Porque a fabrica de heróis não faz uma homenagem as vitimas do Colorado.

Anônimo disse...

ja vi o filme e ainda não entendo pq o bane é tão diferente dos quadrinhos e etc... tipo ele ta magro e n tem aquela coisa de ficar mais forte.

Gustavo disse...

Eu sinto orgulho, por ter assistido ontem, O Final Épico, mas épico mesmo, da Trilogia Batman de Nolan...QUE FILME. É O FILME AQUILO!